Como identificar notícias falsas nas redes sociais


junho 16, 2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Dicas



Como identificar notícias falsas nas redes sociais.

A internet tem muitas vantagens: você consegue pesquisar sobre tudo, estar conectado com um monte de gente, além de facilitar muito na hora de trabalhar e estudar. Mas a gente tem que tomar cuidado com algumas coisas e uma delas são as notícias falsas, também conhecidas como “Fake News”.

As notícias falsas estão se espalhando rápido pelas redes sociais e eu separei algumas dicas de como você pode identificar essas histórias e não acabar compartilhando ou acreditando em uma mentira! Olha só:

Fonte: a primeira coisa que você precisa ficar de olho é na fonte da notícia, ou seja, o site ou jornal que publicou essa informação. Quando o site é mais conhecido, as chances de ser uma notícia falsa são bem menores! Mesmo assim, olhe direitinho a página, veja se está tudo escrito certo, se as imagens não foram manipuladas e se aquele é o site original. Ah, e se a notícia veio do grupo de WhatsApp e não tem link, antes de acreditar, procure saber de onde ela veio, tá?

Leitura: nunca compartilhe uma notícia só pelo título ou pela foto, viu? Sempre leia tudo até o final, para ter certeza sobre o que o texto está dizendo.

Data: dê sempre uma olhadinha na data do texto. Alguns sites costumam publicar notícias antigas nas redes sociais, o que pode acabar confundindo quem está lendo.

Google: uma forma bem legal de saber se uma notícia é falsa ou não é fazendo uma pesquisa sobre ela no Google. Se for uma noticia falsa, você não vai encontrar nada ou muito pouco sobre o assunto. Já quando a notícia é verdadeira ela é veiculada pelos principais meios de comunicação!

Piadas: alguns sites de humor postam somente notícias falsas, mas o objetivo não é espalhar mentira, e sim fazer piada de alguma coisa que está acontecendo no mundo. Tome cuidado para não confundir as coisas.

Checagem de fatos: além de ficar atento aos detalhes, você também pode garantir que o que você  está lendo é verdade através de meios comprovadamente confiáveis. Uma dica é o site Aos Fatos que trabalha com a IFN, uma rede internacional de checadores de fatos que é parceira do Google, ou a Lupa, a primeira agência de checagem de fatos do Brasil.

WhatsApp: gente, cuidado, não acredite em tudo o que você lê no WhatsApp! Alguns golpes que acontecem no Brasil usam o WhatsApp como ferramenta. Não clique em links suspeitos e desconfie de promoções, notícias ou até recomendações médicas compartilhadas pelo aplicativo.

Comentários