As especialidades dos dentistas e como cuidar da saúde bucal


abril 29, 2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Dicas,Pernambuco,Saúde



Um belo sorriso e uma saúde bucal em dia são fundamentais para uma boa aparência. E não é preciso muito para cuidar dos dentes: basta escovar e passar o fio dental após as refeições e frequentar o dentista periodicamente para fazer uma revisão e solucionar alguns problemas, como tártaro e cáries. Apesar do número de doenças relacionadas à saúde bucal ser grande, fazer a higiene da forma correta e consultar um especialista sempre que necessário são atitudes que ajudam a nos manter longe dos problemas dentários.

Veja abaixo alguns dos problemas mais comuns na boca e nos dentes.

Cárie: As bactérias, os ácidos, os resíduos de comida e a saliva se juntam na boca e forma as placas bacterianas e os tártaros. Se não forem removidos, se acumulam e dissolvem a superfície esmaltada (camada externa) do dente, criando orifícios. E essas lesões afetam os tecidos do dente, causando dor ao indivíduo. No entanto, no início do problema não há nenhum sintoma, apenas quando a cárie está mais avançada. Se for tratada a tempo, o progresso das lesões pode ser interrompido, evitando o risco da perda do dente. Existem dois tipos mais comuns: a cárie coronária (que ocorre na coroa do dente) é o tipo mais comum, que afeta crianças e adultos. Já as cáries radiculares são mais comuns em idosos. Para evitar o problema, é fundamental uma boa escovação dentária diariamente. Já para solucioná-lo, o dentista preenche o orifício com resina, liga de prata ou porcelana depois de remover a área danificada.

Gengivite: É uma inflamação das gengivas que pode evoluir, afetando o osso que rodeia e suporta os seus dentes. Causada pelo acúmulo de placa bacteriana decorrentes da má escovação e da não-utilização de fio dental, seus principais sintomas são: gengivas vermelhas e arroxeadas (especialmente nos locais próximos aos dentes) e sangramento. Se não tratado, pode levar à mobilidade dentária ou perda dos dentes. A fase inicial da doença é chamada de gengivite, enquanto a fase irreversível é chamada de periodontite. A destartarização feita no consultório dentário é o único meio de remover a placa bacteriana que se formou e calcificou.

Tártaro: Também chamado de cálculo, é a placa bacteriana que mineralizou e endureceu nos dentes. Começa na linha entre a gengiva e o dente ou entre os dentes. O primeiro sinal é o amarelamento nessas regiões. Sua presença, até determinado ponto, é natural. Mas seu acúmulo excessivo pode acarretar em outros problemas, como a gengivite e o mau hálito. Uma boa escovação diária e uma remoção de tártaro trimestral no dentista resolvem o problema.

Má formação dentária: Quando os dentes nascem tortos ou sobrepostos, é preciso utilizar aparelhos (e às vezes até fazer remoção do dente) para consertar o problema. Nestes casos, é preciso fazer um raio-x da boca e analisar a arcada dentária.

Sisos: Os temidos sisos são dentes “extras” que costumam dar uma grande dor de cabeça para os indivíduos. Nascem geralmente na juventude, e são os últimos dentes definitivos a nascer. Como normalmente não há espaço na boca para eles nascerem, costumam causar dor de cabeça e dor de dente quando estão nascendo. Em muitos casos, é necessário retirá-los.

Sensibilidade dentária: A sensibilidade dentária ocorre quando o indivíduo sente incômodo ao comer ou beber algo gelado ou quente. Ela ocorre devido ao desgaste da camada mais externa do dente ou do tecido gengival. A causa mais comum da sensibilidade dentária nos adultos é a exposição de raízes dentárias devido à recessão gengival. É um problema que pode surgir e desaparecer diversas vezes em nossa vida. Para tratar, é preciso usar pastas de dente específicas, com flúor em sua composição. Uma escovagem muito forte, escovas de dentes muito duras, a ingestão frequente de bebidas gaseificadas e a existência de uma prótese removível desajustada podem conduzir a essa sensibilidade.

Mau hálito: Normalmente ocorre devido a um outro problema bucal. Neste caso, é preciso tratar a doença para que o mau hálito deixe de existir. Além disso, alguns alimentos detergentes ajudam nessa questão, como maçã, cenoura, aipo e limão.

Confira algumas dicas para cuidar bem da saúde bucal:

–         Escove os dentes sempre após as refeições.

–          Use fio dental.

–         Evite o excesso de bebidas gaseificadas.

–         Evite o excesso de bebidas com cafeína.

–         Use pastas de dente de qualidade.

–         Use enxaguante bucal.

–         Maneire nos doces

–         Consuma alimentos detergentes, que ajudam a limpar os dentes.

–         Não escove os dentes com muita força.

–         Visite um dentista regularmente.

Um dos requisitos mais importantes para ter os dentes saudáveis é frequentar, sempre que necessário, um dentista. No entanto, são diversas especialidades diferentes desses profissionais. Para saber melhor qual deles procurar em cada caso, veja abaixo as principais especialidades de dentistas e em que área eles atuam.

Clínica Geral: É a área em que os dentistas estão aptos a diagnosticar e realizar tratamento em todas as especialidades. Quando necessário, providenciam o encaminhamento para especialistas.

Dentística restauradora: É a especialidade que cuida das cáries e restaura os dentes.

Periodontia: Cuida dos ossos, gengiva e mucosa, estruturas de suporte e proteção dos dentes.

Implantodontia: É a especialidade que realiza a recolocação de raízes artificiais (implantes dentários), onde posteriormente serão instaladas próteses complementares.

Cirurgião-dentista: Realizam cirurgias dentárias e bucais quando necessário, como extração de dentes. Também podem ser encontrados como a especialidade bucomaxilofacial.

Endodontia: Cuida dos canais e de lesões provocadas por infecções da polpa dental.

Odontopediatria: É a especialidade que cuida de crianças e adolescentes. Seu trabalho foca na prevenção e tratamento de problemas dentários mais comuns nessas idades, como as cáries. Além disso, também realizam aplicação de flúor.

Ortodontia: Cuida do posicionamento dos dentes, corrigindo arcadas dentárias com problemas, especialmente dentes tortos ou sobrepostos. Para isso, utilizam aparelhos ortodônticos fixos ou móveis.

Prótese dental: Cuida da recuperação das coroas dentais e da reparação dos espaços decorrentes de dentes extraídos. Dentre os trabalhos que esses dentistas realizam estão: coroa, jaqueta, ponte móvel, dentadura etc.

Radiologia: Realiza exames radiológicos usados para diagnosticar e orientar os tratamentos de cáries e canais, o planejamento de cirurgias, tratamentos ortodônticos, protéticos, etc.

Estomatologia: É a área da odontologia que cuida das enfermidades da boca, prevenindo e tratando sempre que necessário. O aparelho estomatognático é constituído pelos lábios, dentes, mucosa oral, glândulas salivares, tonsilas palatinas e faringeas e demais estruturas da orofaringe. Assim, o estomatologista cuida de doenças relacionadas a qualquer uma dessas áreas.

Agora que você já conhece bem cada especialidade dos dentistas, pesquise na TeleListas.net o telefone e endereço de planos odontológicos e dentistas de todas as especialidades e clínicas odontológicas para cuidar bem da saúde dos seus dentes! =)

Comentários